Definición.de

deglutição, um termo com origem no latim deglutição, refere-se à ação e às consequências da deglutição. Este verbo menciona a passagem de alimentos ou outras substâncias pela boca para chegar ao estômago.

 deglutição

por exemplo: “o avô tem problemas de deglutição”, “Desde que recebi aquele golpe tão forte na mandíbula, a deglutição tem sido uma luta para mim”, “a mãe deve estar atenta para evitar a deglutição de objetos por parte da criança”.

a deglutição pode ser entendida como uma ação que envolve a intervenção de diversos músculos, os quais atuam de maneira integrada. O primeiro passo é um ato voluntário (se faz entrar um alimento no organismo depois de tê-lo depositado na boca e mastigado) e se desenvolve graças à ação da língua, que impulsiona a comida e a leva até a zona da faringe.

a saliva contribui para que o alimento se torne o chamado bolo alimentar e possa atravessar a laringe. A deglutição continua com uma série de processos que já são involuntários.

os problemas persistentes para desenvolver a deglutição com normalidade são englobados sob o nome de disfagia. Esta é uma complicação que pode surgir de várias doenças e distúrbios.

a disfagia pode apresentar sintomas como uma mastigação que se estende muito ao longo do tempo, a expulsão involuntária de saliva, a dor no momento de engolir, a regurgitação da comida ou a tosse. Para diagnosticar com precisão a causa da disfagia, o médico geralmente solicita um estudo conhecido como endoscopia gastrointestinal alta ou esofagogastroduodenoscopia.

no caso da disfagia, os profissionais sempre tentam realizar um tratamento que evite a evolução do problema, ou seja, que piore. Uma vez que eles alcançam esse objetivo, eles passam a avaliar a causa do distúrbio e procurar maneiras de o paciente melhorar até que os sintomas desapareçam.

deve-se notar que projetar um tratamento para este problema de deglutição não é nada fácil, especialmente porque as possíveis causas são muitas. Ao diagnosticar uma disfagia causada por uma infecção, é indicado o uso de antibióticos que possam ser controlados pelo médico. Se surgiu por algum problema neurológico, por outro lado, o recurso que melhores resultados costuma dar é a terapia motora.

deglutição para tratar a disfagia esofágica é provável que o médico indique algum medicamento que reduza o refluxo e a azia. Desta forma, a condição do estômago é impedida de atrapalhar o consumo de alimentos, tanto sólidos quanto líquidos. Se ocorrer um caso de estenose esofágica ou de acalasia, o mais comum é que se realize uma dilatação manual. Para isso, é utilizado um endoscópio especial que possui uma parte esférica capaz de alargar o esôfago em sua passagem.

nas crianças, como acontece com quase qualquer outro problema de saúde, a disfagia apresenta maiores desafios, especialmente se ocorrer antes que aprendam a falar e descrever seus desconfortos com precisão. Portanto, permanece nos adultos observá-los para estar atentos a qualquer anormalidade em seu comportamento na hora das refeições. Alguns dos sintomas mais comuns são os seguintes, que também podem ser vistos em adultos, mas os mais pequenos nem sempre se queixam deles:

* recusa de alimentos sólidos;
* corpo tenso enquanto tenta comer;
* problemas respiratórios, vômitos e tosse durante a alimentação;
* perda de peso.

embora os três primeiros sintomas certamente façam com que a criança manifeste seu mal-estar, o último é o mais difícil de detectar a tempo, a menos que os mais velhos estejam especialmente atentos, algo que deve ocorrer em todos os casos, sem exceção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.